Desperdício, vamos falar sobre?

Desperdício, vamos falar sobre?

“Por que precisamos mudar a forma de planejar refeições e comprar alimentos?”

O Brasil está entre os dez principais países que mais perdem e desperdiçam alimentos. Estamos falando da cadeia de perda e de desperdício. Perda esta, que tem a ver com a colheita, a pós-colheita, com a distribuição e o desperdício que já vem no final da cadeia, que é no varejo, no supermercado e com o nosso hábito.

No país, são desperdiçados cerca de 41 mil toneladas de alimentos e o que muita gente não percebe, não sabe ou se faz de distraído, é que metade da comida produzida no MUNDO é jogada fora e BOA parte desse desperdício SAI DAS NOSSAS COZINHAS. Mas, como mudar isso?

Aprenda a cozinhar sem desperdício com algumas dicas:

Lista de compras

Antes de falar “Não tenho nada para comer hoje”, antes de levantar e ir ao mercado, realize uma parada OBRIGATÓRIA na cozinha, olhe geladeira e armários. Verifique quais produtos você realmente precisa comprar e evite fazer estoques.

Use as sobras

Nem tudo que vai para o lixo, precisa ir para o lixo. 🙂 Com um novo olhar, temperos e outros ingredientes adicionais, é possível sim evitar o desperdício, transformando as sobras em novos pratos.

1º Frutas maduras: perfeitas no preparo de vitaminas, sucos, compotas, geleias, doces e bolos variados.

2º Feijão: pode se transformar em um caldo, tutu e até um tropeiro.

3º Arroz: ótimo para canja e bolinho de arroz.

4º Pão: virar torradas, pudim, farinha de rosca ou ainda uma saborosa rabanada.

5º Carnes: desfiadas podem ser uma excelente adição aos risotos, omeletes e sanduíches.

6º Talos e verduras: Viram deliciosos refogados, sucos e vitaminas. (Como reaproveitar, aqui)

Armazenamento:

Frutas, Verduras e Legumes

Se forem higienizados e secos antes de serem armazenados na geladeira, esses alimentos duram cinco dias. Com exceção das frutas tropicais, como banana e abacate, que, se forem para a geladeira, vão escurecer.

Comida pronta

Após a refeição, guarde as sobras em recipientes fechados com tampa e leve-os para a geladeira. Feito isso, sua comida pronta vai durar três dias, em média.

Carnes

Lembre-se que as carnes possuem um alto nível de pegada hídrica (consomem muita água em sua produção), por isso, procure alternativas para repor proteínas. Caso você não venha a preparar a carne logo depois que a comprou, o ideal é congelá-la para que dure mais (cerca de dois dias), ou então embale-a a vácuo.

Atitudes simples são necessárias para pensarmos em ações éticas e práticas que preservem o meio ambiente, a sociedade e a economia como uma forma de amenizar e reduzir o desperdício de alimentos.

Receitas:
Pão de Malte
Bolinho de Canjiquinha 

Referências:
Agência Brasil
Planeta Sustentável
Ecycle